CARREGANDO

Busque Aqui

Informações

Quais são os tipos de couro existentes no mercado?

Compartilhar
tipos de couro

O couro original é um material repleto de características interessantes e que vão muito além da sua aparência refinada e única. Ao longo do tempo, novos tipos de couro foram sendo criados, de modo a atender às necessidades diversas de empresas e consumidores.

Conhecer as alternativas disponíveis no mercado é altamente recomendável para tomar uma decisão adequada e atender às suas expectativas. Assim, você terá a oportunidade de comprar aquilo que realmente deseja, com total confiança no produto que está levando para casa.

Para que não restem dúvidas na hora da escolha, veja quais são os principais tipos de couro existentes e confira como selecionar a opção ideal para seu perfil.

Quais são as possibilidades de couros no mercado atual?

Na hora de comprar um item de couro, vale a pena pesquisar por alguns termos sobre o material de fabricação. Você poderá tomar uma decisão mais bem informada e conhecer um pouco mais sobre as possibilidades comercializadas. Veja a seguir quais são alguns tipos de couro do mercado e suas características.

O couro legítimo

Como o próprio nome revela, o legítimo é a versão natural ou “original”. Ele é fabricado a partir da pele do animal, como o boi, a cobra ou o jacaré. O processo compreende várias etapas de curtimento e preparação, para que o material seja protegido e ganhe a resistência necessária para o uso comercial.

Também é comum que ele seja tingido e até estampado, de acordo com as propostas para cada peça e preferência das empresas. A aparência é natural, com bom acabamento e excelente durabilidade.

A camurça

Nem todo mundo sabe, mas a camurça é feita com couro legítimo. Ela é obtida na separação da pele do animal, em que a parte superior se transforma no uso “original” de couro; e a inferior, em camurça.

Ela também é tratada por diversos processos, mas é mais macia e suave ao toque. Ainda é comum que tenha uma aparência aveludada, em vez do toque brilhante do legítimo.

O couro sintético

O sintético, apesar do nome, não tem nada a ver com a pele do animal. Na maioria dos casos, é feito com polímeros, como alguns tipos de plástico. A diferença é que ele é tratado com pigmentos e técnicas para imitar a aparência original.

Ele foi criado para baratear os custos, por isso, não oferece o mesmo nível de qualidade do legítimo, por exemplo. Pela lei, inclusive, nem poderia ser chamado de couro, por não possuir o componente orgânico, na maioria dos casos.

Qual é o melhor entre os tipos de couro?

Entre as diferentes possibilidades do mercado, o couro legítimo é o que traz os melhores resultados. Sua aparência brilhante e com acabamento impecável não pode ser reproduzida por outros materiais e oferece destaque especial — ainda mais para peças de moda e para acessórios, por exemplo.

Além disso, garante maior resistência e uma boa durabilidade. Com os cuidados adequados, a peça pode manter o seu visual durante anos.

Não menos importante, trata-se da alternativa clássica, com um processo realizado há milhares de anos. Portanto, se quiser fazer a escolha adequada entre os tipos de couro, essa é a opção recomendada.

Como realizar a melhor compra?

Depois de optar pela aquisição do legítimo, é hora de se preocupar com a seleção correta das peças. Se quiser comprar com qualidade, opte por empresas sérias e reconhecidas pelo processo adequado. Faça uma boa pesquisa para ter a certeza de que o material é original.

Com a atenção voltada para esse aspecto, basta escolher peças clássicas ou modernas, com bons acabamentos e que atendam às suas exigências. Assim, é possível usar os itens por bastante tempo e compor os melhores visuais.

Os tipos de couro existentes no mercado têm características distintas e o legítimo é o que se destaca. Com a compra em uma boa loja especializada, você realiza o investimento ideal para ter um visual incrível.

Quer entender ainda mais sobre o material e como fazer boas compras? Assine a nossa newsletter e receba as futuras dicas em sua caixa de entrada!

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *